Primeiramente, a resposta é sim. Entre os 21 hotéis lançados pelo mundo, Sulake já descontinuou quase um terço deles. Pode parecer muito, mas as comunidades fechadas representavam a quantidade mais ínfima de usuários no mundo Habbo.

O principal motivo que leva a Sulake a encerrar uma comunidade é, justamente, o baixo número de usuários ativos e, consequentemente, comprando ou visualizando anúncios publicitários. Embora esta seja a razão mais relevante, existem outros fatores podem ser levados em conta na decisão de manter ou não um hotel aberto, mas isso depende de cada caso.

Habbo China

Pouco mais de um ano após o lançamento da comunidade, o Habbo China foi o primeiro hotel a fechar definitivamente, em agosto de 2007. Embora as verdadeiras causas nunca tenham sido esclarecidas, sabe-se que a economia chinesa é altamente complexa, especialmente para empresas estrageiras.

Na verdade, Sulake nunca esteve presente na China, o Habbo foi publicado no país através de dois parceiros locais: um provedor de Internet responsável por publicar o hotel em Pequim e outro responsável por publicar o hotel em Xangai – imagine um Habbo Hotel para o Rio de Janeiro e outro Habbo Hotel para São Paulo, é isso.

Devido a complexidade do negócio, os desafios do mercado chinês e altos custos, Habbo China não se mostrou um produto interessante de se manter no país.

Habbo Rússia

Lançado em outubro de 2006, o Habbo Rússia se manteve como uma das menores comunidades da rede e não obteve o crescimento esperado à época, como se observou nas demais comunidades – raramente era possível encontrar mais de 100 pessoas simultaneamente conectadas no hotel russo. Este baixo número de usuários conectados dificultava a interação social entre os usuários, além de não ser rentável para a Sulake.

Para tentar reveter a situação, Sulake distribuiu itens gratuitos para angariar novos usuários para a comunidade, mas não houve solução: o Habbo Rússia fechou em fevereiro de 2009.

Não há razão para pânico.

Layla, gerente do Habbo Rússia, no comunicado de encerramento

Os usuários que compraram itens no hotel receberam um código de moedas para ativar nas comunidades de outros países.

Habbo Japão

O encerramento do Habbo Japão, em fevereiro de 2009, apenas 10 dias após fechamento da comunidade russa, decretou o fracasso da franquia Habbo no território asiático, para onde a Sulake nunca mais voltou a investir.

O hotel japonês era um dos mais antigos da franquia Habbo, aberto em fevereiro de 2003. Ao longo de seus 6 anos, não conseguiu se converter em uma comunidade popular, e o baixo número de usuários conectados desestimulou o interesse da Sulake no país.

Os últimos momentos do Habbo Japão foram registrado em um vídeo.

Habbo Dinamarca, Noruega e Suécia

Em janeiro de 2015, Habbo anunciou o fechamento, de uma só vez, das comunidades dinamarquesa, norueguesa e sueca. Os hotéis que já se destacavam pela circulação de usuários, perderam ainda mais expressividade após a crise midiática da Sulake, em 2012. Juntos, os três hotéis não alcançavam mais que uma centena de usuários simultaneamente ativos nos últimos meses de existência.

De acordo com a Sulake, o encerramento das três comunidades foi dicidido por razões estratégicas, para manter o foco e orientar investimentos em mercados maiores, como o Brasil. Os hotéis fecharam para sempre em 31 de março de 2015.

Os usuários foram convidados a acesserem outras comunidades Habbo, mas ninguém foi compensado pelos itens comprados.

E no momento, existe risco de alguma comunidade encerrar?

Existia o temor entre os usuários que o Habbo Finlândia pudesse ser o próximo a fechar. Porém, o perfil do hotel no Twitter afastou esta possibilidade e garantiu que não existe nenhum plano neste sentido para qualquer comunidade.

Habbo Hotel seguirá operando em nove diferentes países.

Equipe Habbo, em 22 de fevereiro de 2021, no Twitter

Além disso, o encerramento das três comunidades escandinavas, citadas acima, teve justamente como estratégia manter o foco nas nove atuais comunidades.

Outro temor era de que as atuais comunidades se unissem em uma única, mas o rumor também já foi desmentido pelo Habbo.